Os diferentes tipos de cansaço

por

A fadiga e a Esclerose Múltipla andam sempre de mãos-dadas. Por isso mesmo é importante saber gerir todos os contratempos ou situações que podem gerar cansaço no dia-a-dia. Posso dizer que ainda estou a aprender a fazer essa gestão.

Em primeiro lugar é importante percebermos que existem diferentes tipos de cansaço e estarmos atentos aos sintomas.

Sem sombra para dúvidas, que o cansaço físico é aquele que nos deixa sem forças para realizar até pequenas tarefas. Mas o mental, que produz ansiedade, preocupação, esquecimento e falta de atenção, pode ser igualmente ou ainda mais condicionante, não se devendo menosprezar os seus efeitos.

Há ainda o cansaço emocional, o qual tem como sintomas a tristeza, a angústia e o mau humor, e, por fim a síndrome de burnout, uma situação pela qual passam as pessoas que trabalham muito e que não dedicam tempo para o lazer.

A verdade é que é mais fácil lidar com o cansaço físico, que podemos atenuar ou fazer desaparecer com umas boas horas de sono para que o corpo renove as suas energias. Mas quando se trata de cansaço mental ou emocional é frequente que estes não desapareçam mesmo após o descanso. Aliás, em fases mais avançadas, é comum o cansaço emocional provocar dores físicas intensas! E é isso que é fundamental evitar.

Por isso, se sente que continua irritado, desanimado, apático e sem disposição para nada, é muito importante procurar ajuda profissional, para que seja definido o tratamento adequado para o caso.

O autoconhecimento, uma vida organizada, encontrar atividades que relaxem a sua mente e saber dizer são primeiros e definitivos passos para poder viver uma vida equilibrada e feliz!

0

Ainda sem comentários.

O que pensa?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.